A amamentação e a gravidez são incompatíveis? Neste artigo desvendamos tudo sobre a amamentação na gravidez! Descubra aqui!

Amamentação na Gravidez

Amamentação e gravidez são incompatíveis?

Amamentar durante a gravidez não retira nutrientes ao bebé em desenvolvimento. 

De acordo com o pediatra espanhol Carlos González, “Amamentar não prejudica em nada o feto, e os nutrientes que uma mulher necessita para fazer ambas as coisas ao mesmo tempo são muito menos do que os que necessitaria se estivesse grávida de gémeos, por exemplo. E depois do parto pode continuar a dar de mamar a ambos os filhos ao mesmo tempo, …”. 

Assim sendo não existe qualquer motivo, do ponto de vista médico, para praticar o desmame apressadamente, no caso do surgimento de uma nova gravidez.

A “Associação Americana de Médicos de Família” explicou que muitos de seus estudos revelaram que a amamentação em tandem é positiva e muito benéfica para o desenvolvimento físico e emocional das crianças.

Se a mãe é saudável e a gravidez está a desenvolver-se com normalidade, então não há necessidade de parar de amamentar a criança mais velha. 

A “Associação Espanhola de Pediatria” discorda da possibilidade de que continuar com a amamentação do filho mais velho possa levar ao aborto. Pelo contrário, a amamentação prolongada deveria ser uma prática habitual na criação dos filhos.

Sociedade Brasileira de Pediatria diz que, na maioria das vezes, não há riscos de perda gestacional ou parto prematuro devido à mãe estar amamentando. Mas faz uma ressalva: desde que a futura mãe não tenha essa predisposição ou se a gravidez não for de risco. Aconselhando uma avaliação médica prévia nesse sentido.



Breastfeeding during pregnancy

Are breastfeeding and pregnancy incompatible?

Breastfeeding during pregnancy does not deplete the developing baby of nutrients.

According to Spanish pediatrician Carlos González, “Breastfeeding does not harm the fetus at all, and the nutrients a woman needs to do both at the same time are much less than what she would need if she were pregnant with twins, for example. And after the birth she can continue to breastfeed both children at the same time… ”.

Therefore, there is no reason, from a medical point of view, to practice weaning in a hurry, in case of a new pregnancy.

The “American Association of Family Physicians” explained that many of its studies have revealed that tandem breastfeeding is positive and very beneficial for children’s physical and emotional development.

If the mother is healthy and the pregnancy is developing normally, then there is no need to stop breastfeeding the older child.

The “Spanish Association of Pediatrics” disagrees with the possibility that continuing to breastfeed the oldest child could lead to abortion. On the contrary, prolonged breastfeeding should be a regular practice in child rearing.

Brazilian Society of Pediatrics says that, in most cases, there is no risk of pregnancy loss or premature birth because the mother is breastfeeding. But he has a caveat: as long as the mother-to-be does not have this predisposition or if the pregnancy is not risky. Advising a prior medical evaluation accordingly.