Doula

Saiba aqui todos os cuidados a ter com o seu bebé no verão!

Cuidados a ter com Bebés no Verão

O Verão está aí à porta! Os dias maiores e mais quentinhos que nos chamam para passear, descansar e brincar.

Para quem tem bebés há que ter em conta alguns cuidados a ter nesta época do ano.

Esta informação é genérica e deverá ser adaptada à realidade de cada família:

Na rua:

  • Evitar a exposição direta ao sol. Aplicar protector solar e utilizar um chapéu de abas largas, ajuda a proteger a pele sensível do bebé nesta fase. Evitar sair nas horas de maior intensidade de calor entre as 12h e as 16h.
  • Se o bebé tiver menos de 6 meses e ainda for amamentado, pode pedir mais vezes mama e deverá ser oferecida sempre em livre demanda. Não é necessário oferecer água ou outros líquidos. O leite materno adapta-se às necessidades do bebé.
  • Se for mais velho, deve ser oferecida água, várias vezes ao dia. 
  • Utilizar roupas claras, leves e de preferência de algodão.
  • Nunca deixar o bebé sozinho no carro. A temperatura pode subir muito rapidamente em apenas alguns minutos.

Em casa:

  • Arejar a casa abrindo janelas para que corra uma aragem. Podem ligar ventoinha ou ar condicionado mas não expor o bebé directamente ao ar fresco lançado pelos equipamentos.
  • Despir o bebé e deixá-lo só de fralda ou em alternativa colocá-lo sobre uma fralda de pano e tirar-lhe a fralda descartável para que ele possa refrescar mais rapidamente. As fraldas descartáveis podem provocar irritações nos dias mais quentes! 
  • Na hora da sesta ou brincadeira, colocar o bebé em sítios mais frescos. Evitar sestas no carrinho, ovo ou espreguiçadeira, que por serem forrados a tecidos mais consistentes tornam-se mais quentes do que a cama ou berço.
  • Podem dar mais banhos ao longo do dia, com água tépida, não é necessário usar agentes de limpeza em todos os banhos, pode ser um momento para brincar e relaxar!



Summer is just around the corner! Longer and hot days that call us to stroll, rest and play.

For those who have babies, it is necessary to take into account some precautions to have in consideration at this time of the year.

This information is generic and must be adapted to the reality of each family:

In the street:

  • Avoid direct exposure to the sun. Applying sunscreen and wearing a wide-brimmed hat helps protect baby’s sensitive skin at this stage. Avoid going out during hot peak hours between 12pm and 4pm.
  • If the baby has until  6 months old and is still breastfed, he can ask for more breast and should always be offered on demand. It is not necessary to offer water or other liquids. Breast milk adapts to the baby’s needs.
  • If he is older, water should be offered several times a day.
  • Wear light colours and light clothing and preferably cotton.
  • Never leave your baby alone and unattended in the car. The temperature can rise very quickly in just a few minutes.


At home:

  • Air the house by opening windows so that a breeze runs. You can turn on a fan or air conditioning but do not expose the baby directly to the fresh air released by the equipment.
  • Undress the baby and leave him alone in a diaper or alternatively place him on a cloth diaper and remove the disposable diaper so that he can refresh more quickly. Disposable diapers can cause irritation on the hottest days!
  • During napping or playing, put the baby in cooler places. Avoid naps in the stroller, egg or deck chair, which, because they are lined with more consistent fabrics, become warmer than the bed or crib.
  • You can give more baths throughout the day, with warm water, it is not necessary to use cleaning agents in all baths, it can be a time to play and relax!

Descubra quais as diferenças entre Amamentação e Aleitamento Materno.

Amamentação Vs Aleitamento Materno

Sabiam que há diferença entre os termos Amamentação e Aleitamento Materno?  

Aleitamento Materno ou Lactação 🡪  é a secreção de leite desde as glândulas mamárias de uma fêmea mamífera; também significa o período em que essa pessoa produz leite para alimentar a sua prole. 

A principal função do aleitamento materno é providenciar à criança nutrição e proteção imunitária.
Amamentação 🡪 é o ato de alimentar essa criança!

E também sabiam que há um macho que produz leite?!

Todos os mamíferos produzem leite, esse alimento é produzido pelas glândulas mamárias das fêmeas.

Essas glândulas mamárias só se desenvolvem nos mamíferos do sexo feminino; 
exceção feita ao Dayak, macho do morcego da fruta (dyacopterus spadiceus).



Breastfeeding Vs Lactation

Did you know that there is a difference between the terms Breastfeeding and Lactation?
Lactation 🡪 is the secretion of milk from the mammary glands of a mammalian female; it also means the period when that person produces milk to feed his offspring.

The main function of breastfeeding is to provide the child with nutrition and immune protection.
Breastfeeding 🡪 is the act of feeding this child!

And did you also know that there is a male who produces milk ?!
All mammals produce milk, this food is produced by the female mammary glands.

These mammary glands develop only in female mammals; exception made to Dayak, the male of the fruit bat (dyacopterus spadiceus).

Saiba aqui quais são os Direitos no Puerpério e Lactação

Protecção na Parentalidade – Direitos no Puerpério e Lactação

A legislação portuguesa disponibiliza uma série de apoios na parentalidade para benefício das famílias.
O regime de proteção na parentalidade é aplicável desde que a entidade empregadora tenha conhecimento da situação ou do facto relevante.

Vamos explicar o que se compreende por trabalhadora puérpera e lactante:

Trabalhadora puérpera é a trabalhadora parturiente e durante um período de 120 dias subsequentes ao parto que informe a entidade empregadora do seu estado, por escrito, com apresentação de atestado médico ou certidão de nascimento do/a filho/a.

Trabalhadora lactante é a trabalhadora que amamenta o/a filho/a e informe a entidade empregadora do seu estado, por escrito, com apresentação de atestado médico.


Direitos durante o puerpério e a lactação:

  • Licença parental inicial exclusiva da mãe, paga a 100 % da remuneração de referência, sendo obrigatório o gozo de seis semanas de licença a seguir ao parto. A mãe pode gozar até 30 dias da licença parental inicial antes do parto.
  • Dispensa diária para amamentação durante o tempo que durar a amamentação, gozada em dois períodos distintos, com a duração máxima de uma hora cada, salvo se outro regime for acordado com a entidade empregadora, devendo a trabalhadora apresentar atestado médico se a dispensa se prolongar para além do primeiro ano de vida do/a filho/a.
  • No caso de nascimentos múltiplos, a dispensa é acrescida de mais 30 minutos por cada gémeo/a além do/a primeiro/a.
  • Dispensa de prestação de trabalho suplementar da trabalhadora grávida e durante todo o tempo que durar a amamentação se for necessário para a sua saúde ou para a da criança.

* A violação das disposições relativas à parentalidade constituem contraordenações, atuando a Autoridade para as Condições do Trabalho (ACT), no setor privado, e as Inspeções dos Ministérios, no setor público, e cumulativamente a Inspeção-geral de Finanças (IGF).

Mais informação: http://cite.gov.pt/

Descubra quais os riscos da alimentação com Leite Artificial

Riscos da alimentação com Leite Artificial

Este post Não tem caráter fundamentalista! 
A intenção é informar com base em estudos e evidências científicas, por forma a que as famílias possam fazer escolhas informadas!

O leite artificial o chamado leite em pó ou de lata existe desde há muitos anos. 
Apesar da sua “praticidade”, o leite artificial para alimentação dos bebés recém-nascidos comporta riscos estudados e comprovados.

Apesar de todas as melhorias que as fórmulas de leite artificial têm sofrido ao longo dos tempos, a sua composição continua a não ser igual à do leite materno, uma vez que este é um alimento vivo e adequado a cada bebé. As investigações em curso continuam a descobrir no leite materno novos fatores envolvidos na proteção contra diversas infeções, e aumento no desenvolvimento da imunidade.

No Código Internacional de Ética do Marketing dos Substitutos do Leite Materno, no 4º artigo, lê-se que os pais devem ser informados «do perigo para a saúde resultante do consumo desnecessário ou inadequado da fórmula para lactentes ou outros substitutos do leite materno.”

Os bebés alimentados com leite artificial, podem ter:

  • Risco aumentado de episódios mais frequentes de diarreia e infeções respiratórias.
  • Risco aumentado de frequência de diabetes e obesidade infantil.
  • Risco aumentado de frequência de otites, bronquiolites e outras.

Existem também riscos para mãe, para a sociedade e para o ambiente:

  • Risco aumentado de cancro de mama, cancro do ovário e do endométrio.
  • Risco aumentado de osteoporose.
  • Menor espaçamento entre gravidezes.

A alimentação com leite artificial exige um investimento considerável e elevado na compra do produto e de uma série de utensílios, tais como biberões, esterilizadores, tetinas, etc.  São materiais (plástico, silicone, metal) não – biodegradáveis, com impacto negativo no ambiente.

Qualquer que seja a opção escolhida para alimentar o bebé, seja uma decisão informada!



Risks of feeding with artificial milk

This post has no fundamentalist character!
The intention is information based on studies and scientific evidence, so that families can make informed choices!


Artificial milk, the so-called powdered or canned milk, has been around for many years.
Despite its “practicality”, artificial milk for feeding newborn babies carries studied and proven risks.

Despite all the improvements that formula made with artificial milk has undergone over time, its composition is still not the same as that of breast milk, since this is a living food and suitable for each baby. The ongoing investigations continue to discover in breast milk new factors involved in protection against various infections, and increased development of immunity.

In the International Ethics of Marketing of Breast-milk Substitutes Code, in the 4th article, it says that parents should be informed “of the health hazard resulting from the unnecessary or inappropriate consumption of the formula for infants or other breastmilk substitutes.”

Babies fed with artificial milk may have:

  • Increased risk of more frequent episodes of diarrhea and respiratory infections.
  • Increased risk of frequency of diabetes and childhood obesity.
  • Increased risk of frequency of otitis, bronchiolitis and others.

There are also risks for the mother, for society and for the environment:

  • Increased risk of breast cancer, ovarian and endometrial cancer.
  • Increased risk of osteoporosis.
  • Less spacing between pregnancies.

Feeding with artificial milk requires a considerable and high investment in the purchase of the product and a series of utensils, such as bottles, sterilizers, teats, etc. They are non-biodegradable materials (plastic, silicone, metal) with an impact negative in the environment.
Whichever option you choose to feed your baby, may it be an informed decision!

Conselheira em Aleitamento Materno

C.A.M. – Conselheira em Aleitamento Materno

O que é, o que faz e o que não faz.
É uma pessoa com formação especifica Aleitamento Materno com vista a dar apoio entre mães, facilitar informação baseada em evidências científicas e recomendações da OMS – Organização Mundial de Saúde.

O que faz?

  • A Conselheira fornece informação à família para que estes tomem decisões informadas em conjunto com os profissionais de saúde que os acompanham.
  • Pode dar apoio ao domicílio, telefónico ou por e-mail; para observação, apoio, facilitação e se necessário encaminhamento.
  • A consulta de Aleitamento materno é uma consulta individual que permite ajudar mãe-bebé com os desafios e dificuldades que surgem nos 1ºs tempos para que possam ambos desfrutar desta relação de uma forma tranquila e prazerosa. 

Também é um recurso bastante útil durante a gravidez para esclarecer dúvidas, relacionadas com a fisionomia da mama, ou outras questões, uma vez que a informação recebida é de extrema importância para lidar com os desafios dos primeiros dias de vida dos bebés.

Quando surgem problemas específicos ou situações patológicas, quanto mais precoce for a intervenção maior a possibilidade de encontrar um ponto de equilíbrio para todos.

A consulta de aleitamento materno pode ajudar nas seguintes situações: 

  • Peso do Bebé;
  • Mamadas dolorosas;
  • Produção de Leite;
  • Preparação para o regresso ao trabalho;
  • Situações Especiais.

O que a C.A.M não faz:

  • A Conselheira Não medica;
  • Não prescreve suplementos;
  • Não retira suplementos.



Breastfeeding Counselour

What it is, What it does and what it doesn’t.
It is a person with a specific course and traing in breastfeeding in order to provide support among mothers, facilitate information based on scientific evidence and recommendations from WHO – World Health Organization.

What can be done?

  • The Counselor provides information to the family so that they can make informed decisions together with the health professionals who supports them.
  • Can provide support at home, by phone or by email; for observation, support, facilitation and if necessary referral.The Breastfeeding consultation is an individual consultation that allows you to help the mother-baby with the challenges and difficulties that arise in the first times so that they can both enjoy this relationship in a peaceful and pleasant way.

It is also a very useful resource during pregnancy to clarify doubts, related to the physionomy of the breast, or other issues, since the information received is extremely important to deal with the challenges of the first days of babies’ lives.

When specific problems or pathological situations arise, the earlier the intervention, the greater the chance of finding a balance point for everyone.

The breastfeeding consultation can help in the following situations:

  • Baby Weight;
  • Painful feedings;
  • Milk Production;
  • Return to work;
  • Special Situations.

What the Breastfeeding Counselour does not do:

  • The Counselor does not medicate;
  • Does not prescribe supplements;
  • Does not remove supplements.
Benefícios do Aleitamento Materno

Benefícios do Aleitamento Materno

O leite materno é um alimento vivo, completo e natural, adequado para quase todos os recém-nascidos, salvo raras exceções. 

As vantagens do aleitamento materno são múltiplas e já bastante reconhecidas, quer a curto, quer a longo prazo, existindo um consenso mundial de que a sua prática exclusiva é a melhor maneira de alimentar as crianças até aos 6 meses de vida. Mas o mais impressionante é que o aleitamento materno traz inúmeras vantagens tanto para a o bebé como para a mãe, como para o ambiente e comunidade.


Benefícios para o bebé:

  • Proteção contra algumas doenças;
  • Maior protecção contra microrganismos específicos, como vírus e bactérias;
  • Menor probabilidade de infeções respiratórias;
  • Maior resistência a viroses, diarreias, otites e infeções urinárias;
  • Melhor desenvolvimento da visão;
  • Menor probabilidade de eczemas e asma;
  • Risco reduzido do Síndrome de Morte Súbita do Lactente;
  • Se o bebé está doente, dá conforto, ajuda a hidratar e a recuperar mais rapidamente.

Benefícios para a mãe:

  • Promove uma recuperação rápida após o parto (exemplos: contribui para a diminuição das hemorragias);
  • Diminui o risco de cancro da mama, cancro do ovário na fase pré-menopausa, osteoporose, doenças cardíacas, diabetes e artrite reumatoide;
  • Prático, simples, auto esterilizado;
  • Aumenta a confiança da mãe, a sensação de bem-estar e a segurança.

Benefícios para a sociedade e ambiente:

  • Permite poupar energia e recursos alimentares;
  • Evita a produção de lixo não deteriorável facilmente (latas, biberões, tetinas, outro material para limpeza ou desinfeção);
  • É um alimento único no mundo, e irrepetível! Cada mulher vai produzir o leite adequado ao seu bebé.




Benefits of Breastfeeding

Breast milk is a living, complete and natural food, suitable for almost all newborns, with rare exceptions.

The benefits of breastfeeding are various and already well recognized, both in the short and long term, with a worldwide consensus that its exclusive practice is the best way to feed children up to 6 months of age. But the most impressive thing is that breastfeeding has numerous benefits for both the baby and the mother, as well as for the environment and the community.


Benefits for the baby:

  • Protection against some diseases;
  • Increased protection against specific microorganisms, such as viruses and bacteria;
  • Less likelihood of respiratory infections;
  • Increased resistance to viruses, diarrhea, ear infections and urinary infections;
  • Better vision development;
  • Less likelihood of eczema and asthma;
  • Reduced risk of Sudden Infant Death Syndrome;
  • If the baby is sick, it gives comfort, helps to hydrate and recover faster.


Benefits for the mother:

  • Promotes rapid recovery after childbirth (examples: contributes to a reduction in postpartum bleeding);
  • Decreases the risk of breast cancer, pre-menopausal ovarian cancer, osteoporosis, heart disease, diabetes and rheumatoid arthritis; 
  • Practical, simple, self-sterilized;
  • Increases mother’s confidence, sense of well-being and security.


Benefits for society and the environment:

  • Saves energy and food resources;
  • Avoids the production of non-deteriorable garbage easily (cans, bottles, teats, other material for cleaning or disinfection).
  • It is a unique food in the world, and unrepeatable! Each woman will produce the right milk for her baby.
Massagem Pós-Parto

Massagem Pós-Parto

As primeiras semanas do pós parto são mesmo muito intensas para as novas mães!

Para além de terem de recuperar de uma situação cansativa e física e emocionalmente exigente, ainda têm que lidar com os ajustamentos na vida quotidiana para receber o novo membro da família.
O pós- parto é um período muito delicado na vida de uma mulher, e ainda muito mal compreendido por aqueles que a rodeiam!


Com tanto stress e cansaço acumulado começam a surgir as dores …na cervical, na lombar, na cabeça…Um peso nos ombros, dores nos braços…. Estados muito comuns….

Benefícios:
A massagem pós-parto irá ajudar a nova mãe a relaxar e repor as suas energias, aliviar os desconfortos musculares, melhorar o sono, reduzir o stress hormonal, melhorar o estado emocional, aumentar a produção de leite aumentando os níveis de prolactina, ajudar aumentar o vínculo mãe/bebé e a usufruir de um tempinho só para si, longe do stress e das preocupações desta nova fase da sua vida. Ajuda ainda a evitar o Baby Blues ( depressão pós-parto) cada vez mais comum pela exigência que o peso da sociedade tem sobre as mulheres.

Algumas dicas para uma boa recuperação no período pós-parto:

Amamente! É verdade amamentar ajuda as mamãs a perder até cerca de 500 calorias por dia. Por outro lado, a amamentação contribui para que a barriga fique menos inchada. Tudo isto acontece, porque existe a libertação de oxitocina, uma hormona que permite que o útero volte ao normal.

Hidrate-se! Esta é uma condição essencial para que se consiga desfrutar de cada uma das vantagens da amamentação. Beba bastantes líquidos diariamente. Água, sumos naturais e chás são apenas alguns dos exemplos. Atenção: refrigerantes não devem ser consumidos!

Alimente-se com equilíbrio! Não é aconselhável abusar de ingredientes industrializados e gordurosos.



Postpartum Massage

The first weeks of postpartum are really intense for new mothers!

In addition to having to recover from a tiring, physically and emotionally demanding experience, they still have to deal with adjustments in their daily lives to receive the new family member.

Postpartum is a very delicate period in a woman’s life, and still very poorly understood by those around her!
With so much stress and accumulated tiredness the pains start to appear… in the cervical, in the lumbar, in the head… A weight on the shoulders, pain in the arms…. Very common states….

Benefits:
Postpartum massage will help the new mother to relax and replenish her energies, relieve muscle discomfort, improve sleep, reduce hormonal stress, improve emotional status, increase milk production by increasing prolactin levels, help increase the mother / baby bond and enjoying time for yourself, away from the stress and worries of this new phase of your life. 

It also helps to avoid Baby Blues (postpartum depression), which is becoming more and more common due to the demands that society has on women.

Some tips for a good recovery in the postpartum period:

Breastfeed! It is true that breastfeeding helps moms to lose up to about 500 calories a day. On the other hand, breastfeeding contributes to make the belly less swollen. All of this happens, because there is the release of oxytocin, a hormone that allows the uterus to return to normal.

Hydrate yourself! This is an essential condition to be able to enjoy each of the advantages of breastfeeding. Drink plenty of fluids daily. Water, natural juices and teas are just a few of the examples. Attention: soft drinks must not be consumed!

Preparação para o Nascimento e Parentalidade

Curso de Preparação para o Nascimento e Parentalidade

A oferta de cursos de preparação para o nascimento e parentalidade é imensa hoje em dia, felizmente!  

Estes cursos são veículos de informação importante e permitem que as famílias se sintam capazes de tomar decisões conscientes e informadas para uma fase transformadora das suas vidas.

Qual a diferença do curso Maternalvita?

É um curso único e personalizado com foco nas necessidades das famílias

Toda a informação disponibilizada é baseada em evidências científicas com o objetivo de que as grávidas/casal possam fazerem escolhas informadas nesta fase tão intensa e que marca a sua vida. 

A gravidez e o parto envolvem fatores biológicos, psicológicos, sociais e culturais e todos eles merecem atenção.

O tratamento personalizado proporciona um sentimento de confiança e segurança muito necessário nesta fase.

Alguns dos conteúdos abordados:

  • Cuidados na Gravidez
  • “Como imagina o seu parto”: Expectativas e Medos 
  • Recomendações OMS 
  • O papel do/a Pai/companheiro/a
  • Procedimentos Hospitalares
  • A dor no parto: Técnicas de Alívio natural da dor
  • Plano de Parto: O que é? Para que serve? Como fazer?
  • Amamentação
  • Cuidados ao recém-nascido: Uma nova rotina ☺

Mais informações pelos nossos contactos Maternalvita:

carla@maternalvita.pt

967 385 385

Benefícios de ter uma doula

Benefícios de ter uma Doula

A Biblioteca Cochrane de Medicina Baseada em Evidências deixa muito clara a importância das doulas para a melhoria dos resultados e da satisfação da mãe com o parto, demonstrando assim que a assistência oferecida pelas doulas é sustentada por evidências claras.

Existem inúmeros benefícios comprovados cientificamente que aconselham o acompanhamento da Doula, tais como:

  • 50% de redução nas cesarianas;
  • 25% de redução na duração do trabalho de parto;
  • 30% de redução no uso do fórceps;
  • 40% de redução no uso de oxitocina;
  • 60% de redução no uso de analgesias epidurais;
  • 30% de redução no uso de medicação para dor.

Outros resultados positivos importantes:

  • Aumento nas taxas de amamentação;
  • Diminuição dos índices de Depressão Pós-Parto;
  • Aumento da satisfação materna;
  • Reforço da interação mãe-bebé.

Benefits of having a Doula

There are numerous scientifically proven benefits that advise Doula follow-up, such as:

The Cochrane Library of Evidence-Based Medicine makes very clear the importance of doulas for improving the results and the mother’s satisfaction with childbirth, thus demonstrating that the assistance offered by doulas is supported by clear evidence.

  • 50% reduction in cesarean sections;
  • 25% reduction in the duration of labor;
  • 30% reduction in the use of forceps;
  • 40% reduction in the use of oxytocin;
  • 60% reduction in the use of epidural analgesia;
  • 30% reduction in the use of pain medication.

Other important positive results:

  • Increase in breastfeeding rates;
  • Decrease in postpartum depression rates;
  • Increased maternal satisfaction;
  • Reinforcement of mother-baby interaction